simplesong-

set me free, i'm not your robot ★, 17, MännlichZuletzt gesehen: Januar 2012

6458 gespielte Titel seit 27. Jun. 2011

0 Lieblingslieder | 0 Beiträge | 0 Playlisten | 37 Shouts

  • Freunde werden
  • Nachricht schreiben
  • Shout schreiben

Deine musikalische Übereinstimmung mit simplesong- ist unbekannt

Erstelle dein eigenes Musikprofil

Shoutbox

Über mich




A carreira de Miley começou aos seus 9 anos, quando interpretou a personagem Kylie na série de TV “Doc”, que era estrelada por seu pai e gravada em Toronto, no Canadá, onde Miley inclusive morou por um ano. Em 2003, ela participou de seu primeiro filme, chamado “Big Fish”, onde interpretou Ruthie, mas o destaque de sua carreira, é a grande série chamada "Hannah Montana". A série fala sobre uma menina de 14 anos que vive uma vida dupla de super estrela do pop. De dia, apenas uma menina normal que freqüenta a escola e seus conflitos. À noite, com uma peruca loira, uma cantora de sucesso mundial. Durante “Hannah Montana”, a protagonista conquista amigos, passa por engraçadas situações e ensina lições de moral e princípios a serem seguidores pelas crianças e adolescentes. A personagem Hannah Montana era uma cantora e obviamente eram necessárias cenas de shows para a série. Sendo assim, os produtores a colocaram em uma arena na Califórnia com uma grande multidão, contratada pela Disney para fazer o que mandassem. Ao começar a cantar as músicas até então desconhecidas de Hannah, a platéia começou a reagir por contra própria, cantando, dançando e gritando por ela. Ali, o sucesso que o seriado seria começou a aparecer. A série, criada por Michael Poryes, o mesmo de “As Visões de Raven”, estreou sua primeira temporada no dia 24 de março de 2006 com altíssima audiência, o que o levou a ser exibido em outros países, atingindo um público de 200 milhões de pessoas. Dali em diante, “Hannah Montana” e Miley Cyrus passariam a ser os produtos mais valiosos da Disney. Junto com a primeira temporada, foi lançado também o CD “Hannah Montana OST”, dia 24 de Outubro de 2006, que continha todas as faixas da trilha sonora do seriado. Como esperado, as vendas foram um estouro. Somente na primeira semana, o CD já ficou em #1 na Billboard 200, vendendo mais de 280 mil cópias. A trilha sonora foi a primeira da história a debutar como primeiro lugar e ganhou mais de 3 certificados de platina, tendo 8 de suas 13 músicas no HOT 100 da Billboard. No Brasil, o CD ficou em #6, enquanto no mundo todo a venda total foi de mais de 4 milhões e 700 mil cópias.





Em setembro de 2006, Miley entrou para sua primeira turnê. Ela havia sido convidada para abrir o show das The Cheetah Girls durante a turnê “The Cheeta Girls: The Party’s Just Begun Tour”, como Miley. Ela passou por diversos estados americanos com a banda, cantando sempre as 8 músicas de maior sucesso de Hannah. Porém, o foco não era somente nas Cheetah Girls. Miley e a Disney começaram a reparar que durante os shows, as pessoas gritavam por Hannah e cantavam as músicas dela como se fossem fãs de longa data. Afinal, alguns iam lá mais para ver o novo fenômeno Hannah Montana do que as próprias Cheetah Girls.Sendo assim, um contrato para a segunda temporada de Hannah Montana foi assinado e as produções começaram. Dia 23 de Abril de 2007, foi ao ar o primeiro episódio e junto com eles, o mais de 5 milhões de telespectadores que assistiam o programa nos Estados Unidos. Com o sucesso de Hannah, a personagem trouxe à tona aquela que dá vida à Hannah: Miley Cyrus. Ela passou a ser convidada de diversos programas, premiações, eventos e tudo que pudesse levar a imagem do sucesso. A atenção era destacada em Hannah, mas Miley tinha 100% dos créditos pelo que estava fazendo. Sendo assim, ela assinou um contrato de 3 CDs com a produtora Hollywood Records. O lançamento da trilha sonora da segunda temporada da série veio também com o primeiro CD de estúdio de Miley onde ela era ela mesma. Dia 26 de Junho de 2007 estava nas lojas o CD duplo “Hannah Montana 2 – Meet Miley Cyrus”, onde você podia acompanhar 10 músicas de Hannah e 10 de Miley. No “Meet Miley Cyrus”, todas as letras foram escritas e co-escritas pela própria cantora. As vendas começaram ainda melhor que o do primeiro CD, também atingindo o #1 na Billboard, só que com mais de 300 mil cópias vendidas. Atualmente, o álbum passa as 4 milhões de cópias pelo mundo e recebeu 3 certificados de platina. Junto com o CD, Miley teve a oportunidade lançar seus primeiros singles. A faixa “Start All Over” ganhou seu clipe, que representa o primeiro de Miley Cyrus sem estar nas costas de Hannah e “See You Again” foi o primeiro mundial de Miley. O sucesso dos singles provou que não somente Hannah estava no topo das paradas, mas que Miley também conseguia fazer o mesmo.





Durante o ano de 2008, Miley passou colhendo os frutos que começaram a ser plantados em 2006. Porém, nem todos eram doces. Já no início do ano, algumas fotos pessoais da cantora foram divulgadas na internet por um hacker que teria hackeado o computador da Miley enquanto ela passava essas fotos para alguém por e-mail. Foi um período difícil, pois as fotos geraram grande polêmica em todo o mundo e Miley precisou se desculpar publicamente, reconhecendo o erro e passando um conselho que ficou como sua marca: “Aprenda com seus erros.” Infelizmente, o pedido de desculpas não foi suficiente para alguns pais, que passaram a proibir seus filhos de assistir Hannah Montana, entre outros absurdos que foram gerados. A Disney não cancelou a exibição do seriado e também pediu desculpas publicamente aos telespectadores. As fotos continuaram sendo publicadas aos poucos até o fim do semestre.
Em Abril de 2008, Miley passou por outra polêmica relacionada a fotos. Junto com seu pai Billy Ray, Miley fez um ensaio fotográfico para a revista Vanity Fair e em uma das fotos ela aparecia com as partes íntimas cobertas somente por um lençol. As fotos, tiradas pela renomada fotógrafa Annie Lebovitz, foram publicadas e causaram grande tumulto na mídia, que criticou a relação muito íntima de Miley e Billy no set, além de acusarem a família de permitir que uma menina de 15 anos tirasse fotos daquela maneira. Miley veio à público se desculpar, dizendo: “Eu fiz uma sessão de fotos que era para ser artística e agora, vendo as fotos e lendo a história, me sinto envergonhada. Nunca tive a intenção de que isso acontecesse e peço desculpas a meus fãs que eu me importo tanto.”
A fotógrafa também falou sobre o assunto, dizendo “Sinto muito que minhas fotos para Miley foram mal interpretadas. A foto é uma simples e clássica arte, feita com pouca maquiagem e acho que é muito linda.” Com o tempo, o escândalo foi diminuindo, porém, até hoje a mídia cita essa polêmica quando fala sobre Miley.





Dia 17 de Junho de 2008, Miley lançou o single “7 Things”, que era uma faixa incluída no seu segundo CD de estúdio e o primeiro sem nenhuma relação com Hannah Montana, chamado “Breakout”. O CD continha 12 faixas, sendo 11 inéditas e 8 escritas por Miley, que declarou que o álbum era sobre “o que tem acontecido na minha vida no último ano”. Depois de algumas entrevistas e em sua biografia “Miles To Go”, a cantora, atriz e compositora revelou que eram todas escritas pensando em Nick Jonas, seu ex-namorado e primeiro amor.“7 Things” foi um sucesso mundial, ficando em #9 na Billbord HOT 100 e vendendo rapidamente milhões de downloads pagos e recebendo uma ótima crítica fazendo referência ao pop e provando que Miley conseguia se sustentar fora de “Hannah Montana”. A música fala sobre as 7 coisas que ela odiava em seu ex-namorado e no fim ela se rende dizendo as 7 coisas que mais ama. O clipe foi lançado dia 28 de Junho de 2008 no canal americano ABC e se tornou o vídeo mais assistido de todos os tempos do Youtube, até o lançamento de “Bad Romance” da Lady Gaga.“Breakout” foi lançado dia 22 de Julho de 2008 nos Estados Unidos e já na primeira semana atingiu o número #1 da Billboard 200, vendeu mais de 371 mil cópias somente na primeira semana. Até hoje, o álbum já vendeu mais de 3 milhões de cópias em todo o mundo e ganhou um certificado de platina. Após alguns meses, lançaram a versão Deluxe do CD, onde vinha com mais duas faixas – “Someday” e “Hovering”, e um DVD onde você poderia ver o clipe do primeiro single, “7 Things” e os bastidores do mesmo, além de performances do “Live Stripped Performance” e do Disney Channel Games 2008, no qual ela canta “See You Again”, “Breakout” e “Fly On The Wall”.Dia 9 de Agosto de 2008, Miley lançou o segundo single do seu mais recente CD “Breakout” – dessa vez foi a faixa “Fly on the Wall”, onde ela fala sobre ser perseguida pelos paparazzi aonde quer que vá. Era uma forma de desabafo da cantora, que disse: “Eu escrevi [essa música] para a mídia, pois sempre sinto que a mídia quer estar o tempo todo em minha vida, e sempre querem saber mais coisas sobre a minha vida. Eles estão na minha casa, no meu quarto, em todos os lugares. E é como, eu vou a diferentes lugares, tentando ‘fugir’ deles, mais parece não funcionar, como se eles pudessem voar.” A música não chegou ao HOT 100 da Billboard, mas ficou em #69 no HOT Digital Songs das paradas americanas. A crítica foi ainda mais generosa que “7 Things”, afirmando que esse sim é o pop de verdade que ninguém tinha conseguido fazer ainda, mas que foi trago por Miley. O clipe foi lançado no fim do ano com um conceito do sucesso “Thriller” de Michael Jackson. Durante o clipe, o namorado de Miley se torna um paparazzi e ela tem que fugir tanto dos fotógrafos, quanto dele, dentro de um estacionamento.





2009 foi um ano que começou com honras e muito agitado para Miley. Dia 19 de Janeiro, ela foi à cerimônia de posse do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, onde fez uma performance na “sessão infantil”. Lá, ela cantou pela primeira vez a música que seria o seu single de maior sucesso até o momento: “The Climb”. Foi no evento da presidência americana que Miley lançou a música que fala sobre não desistir, sempre seguir em frente, não importa o que aconteça, e que inspirou diversas pessoas por todo o mundo. “The Climb” foi escrita pelo produtor John Shanks e foi OFICIALMENTE lançado em Março daquele ano, quando atingiu o número #4 na Billboard 100. A canção está originalmente inserida no CD da trilha sonora de “Hannah Montana: O Filme”, que teria sua estreia em breve.
“The Climb” foi futuramente indicada ao Grammy Awards 2010 como melhor música escrita para um filme, porém, foi retirado de sua categoria já que foi considerado que a música não foi escrita direto para a produção cinematográfica.
O sucesso de “The Climb” era aparente. Em todas as rádios, em todas as televisões, estava tocando ou alguém falava sobre, desde crianças até adultos. A música atingiu os três milhões de downloads pagos e recebeu um certificado duplo de platina. O clipe da estreou dia 11 de Fevereiro no MySpace e já ultrapassou as 100 milhões de vizualizações no Youtube. Ele era bem simples, com Miley tocando violão e mostrando o caminho que se segue por uma estrada e que não se deve desistir na primeira montanha que se encontra. Exigindo o uso de bons vocais, os covers da música foram inúmeros e ela foi muito usada em competições de música como “American Idol” e “Britain’s Got Talent”. Dia 10 de abril de 2009, aconteceu a estreia do filme “Hannah Montana: O Filme”, que era baseado na série. Nele, Miley Stewart deixa o sucesso de Hannah subir à cabeça, esquecendo seus valores. Assim, Billy Ray decide levá-la para a velha fazenda da família em Nashville para que Miley relembre suas raízes. Na sua cidade natal, ela se apaixona por Travis, interpretado por Lucas Brody, e revê seus valores, tendo que no fim escolher entre ser apenas Miley ou continuar com a vida dupla. A produção teve lançamento em meio a um feriado de Páscoa e somente no primeiro dia teve mais de 17 milhões de dólares nas bilheterias, terminando a semana com 32 milhões e ficando em #3 no Box Office. No Brasil, o lançamento aconteceu em junho e o sucesso foi grande também, ficando em #4 lugar durante várias semanas. Ao fim da exibição por todo o mundo, o filme conseguiu mais de 155 milhões de dólares. Não era de se esperar o contrário, já que Miley fez uma forte divulgação do filme tanto nos Estados Unidos como na Europa. O álbum começou vendendo na primeira semana mais de 139 mil cópias e foi crescendo a cada semana. Ganhou certificado de platina nos Estados Unidos, em alguns países na Europa e também no Brasil, onde vendeu mais de 40 mil cópias.





Dia 6 de Junho Miley saiu de Los Angeles e foi morar temporariamente em Georgia, mais especificamente na Ilha Tybee Island. Lá, ela começou a filmar seu novo filme chamado “A Última Música”, baseado em um livro de mesmo nome do autor Nicholas Sparks.
O filme fala sobre uma menina chamada Veronica Miller (Ronnie), que se envolve em problemas na cidade que vive, Nova York, então sua mãe decide mandá-la para morar com seu pai na praia. Lá, ela reaprende o valor da família, volta a falar com seu pai e recupera seu amor pelo piano, além de ter seu primeiro amor – o personagem Will, vivido por Liam Hemsworth. O primeiro dia de filmagem foi 15 de Junho e se estendeu até 18 de Agosto. Nos primeiros dias na cidade, Nick Jonas visitou Miley e a mídia caiu em cima deles novamente, até que Nick afirmou que os dois estavam se “reconectando”. Dia 15, Miley viajou até o Texas e cantou a música “Before the Storm”, música a qual Miley e os Jonas escreveram juntos, com Nick em um show da banda. Porém, depois de algumas semanas, a poeira baixou e não foram mais vistos juntos. Durante esse período que ficou em Georgia, Miley não esqueceu da música...





Foi lá que ela gravou músicas para seu EP, entitulado “The Time of Our Lives” e lançou o seu novo single “Party in the USA”. A música foi um sucesso instantâneo. Escrita por Dr. Luke, ela atingiu a posição #2 da Billboarda melhor posição da carreira de Miley. Além disso, o single ficou em #1 nas mais pedidas na rádio e em outros rankings, vendendo mais de 5 milhões de downloads pagos.
Party in the USA” fala sobre a vida de Miley como celebridade em Hollywood, com uma letra bem descontraída e mencionando artistas como Jay-Z e Britney Spears.
O clipe da música foi lançado dia 23 de Setembro e mostra Miley em um ferro velho com dançarinas e também no palco com uma grande bandeira dos Estados Unidos. Atualmente o clipe já tem mais de 150 milhões de vizualizações. Dia 28 de Agosto, ela estava lançando, com exclusividade da loja Wal-mart, o EP “The time of Our lives”, com 7 faixas, todas inéditas. O álbum estreou em #3 na Billboard 200, vendendo 60 mil cópias na primeira semana, o que era um ótimo número, já que ele tinha venda exclusiva em somente uma loja. O EP ganhou platina nos Estados Unidos e Espanha e foi ouro em outros países da Europa e na Nova Zelândia. No Brasil, ele foi lançado somente no fim de outubro, e com uma capa diferente da dos EUA e com um pôster autografado, além de uma faixa adicional – “The Climb”. Atualmente, por todo o mundo, EP já ultrapassou as 3 milhões de cópias vendidas.





Dia 18 de Maio de 2010, Miley começou a revelar qual seria o próximo passo de sua carreira. Ela lançou o single chamado “Can’t be Tamed”, que com livre tradução diz ‘Não posso ser domada’. Com uma capa onde a mostra presa em uma jaula, a música estreou em #8 na Billboard com mais de 190 mil downloads pagos na primeira semana, #1 no iTunes e foi ganhando cada vez mais espaço nas paradas internacionais, onde teve mais sucesso. Atualmente, o single tem por volta de um milhão de downloads. O clipe da música foi lançado dia 4 de Maio de 2010, através do canal E!, e mostrou algo totalmente diferente do que Miley já havia feito. No início, aparece um público que está no museu de Nova York, até que o guia anuncia uma criatura rara: a Ave Cyrus. Assim, Miley aparece dentro de uma gaiola e ao flash da câmera, ela se assusta e abre suas grandes asas para dar início à melodia. As imagens correspondem a coreografias e todos os dançarinos vestidos de pássaros, dentro do museu, enquanto a letra diz que Miley não pode ser domada, modificada ou culpada por nada, porque assim que ela é. Atualmente, o vídeo tem mais de 40 milhões de visualizações no Youtube. A música foi uma prévia para a divulgação do CD “Can’t be Tamed”, que foi lançado dia 21 de Junho em todo o mundo. Nesse mesmo dia, a cantora fez um show na casa de show mais famosa de Los Angeles, o House of Blues, onde cantou as principais faixas do novo CD. O álbum veio com 11 faixas inéditas, mais o recente single. Todas as 12 músicas do CD foram escritas por Miley na companhia de Antonita Armato, John Shanks e Tim James. Esse definitivamente é o CD mais pop de Miley, com batidas que lembram Ke$ha, Lady Gaga, Madonna e Britney Spears. As canções variam falando sobre amor, relações passadas e como ultrapassá-las, amizade e sobre ser você mesma sem estar sob o controle dos outros. A faixa que marca o tema do CD é “Robot”, onde Miley faz um desabafo, dizendo que não será e nem fará o que as pessoas mandam e sim o que ela acha que é melhor para ela. Essa faixa daria o nome ao CD, mas o título foi mudado na última hora. "Who Owns My Heart" é o segundo single europeu do Can't Be Tamed. O single foi liberado na Alemanha em 15 de outubro de 2010. Seu videoclipe foi gravado no teatro Royal Oak Music em Detroit, Michigan, entre os dias 15 e 16 de agosto de 2010, com direção de Robert Hales e seu lançamento ocorreu no dia 08 de outubro de 2010 no site do MSN Espanha. Agora mais do que nunca, Miley está mostrando ao mundo a sua capacidade e talento, e acima de tudo, mostrando que não pode ser domada!, Miley com apenas 18 anos conquistou isso tudo, e isso é apenas o começo.