"F" é para "gosto musical é algo familiar"

RSS
Weiterleiten

18. Mai. 2012, 3:01

hm, um título estranho, right? well, também acho. Mas tinha que ter título para postar, então...

Bem, eu vi alguns posts sobre gosto musical gosto musical e fiquei inspirado a falar sobre a trajetória do meu fabuloso musical taste até agora.

Então vamos

Era uma vez.... um menino que só ouvia as músicas da nova versão de A Fantástica Fábrica de Chocolates (sim, aquela dos Oompa-Loompas) e que se sentia estranho pq via que todas as outras crianças possuíam seus artistas favoritos (naquele tempo se resumia a RBD e Floribella, hm).
Passou-se um ano e ele aprendeu o que era Disney Channel e conheceu High School Musical e gostou (pensa bem, HSM era mil vezes melhor que RBD, me desculpem).



ai, tá um cu, eu sei, mas é que não sei como me expressar q

enfim, aí eu conhecei a Katy Perry. A primeira música que eu ouvi foi I Kissed A Girl (hitasso), que minha irmã me falou. No começo eu nem me importei, mas sl, eu vi como ela era bonita e conheci mais músicas dela, e assim eu virei fã. Assim começou a minha fase Pop Supreme (2008 - 2011). Eu me sentia muito feliz, né, tipo, consegui pelo menos ter um gosto musical e de quebra um ídolo. Na escola, quando me perguntavam que tipo música eu gostava e eu respondia "pop", era um festival de olhares de gozação e risinhos entredentes que me faziam pensar "Nossa, não devia ter dito isso", pq tipo, a regra era clara:

"Funk Carioca, Eletrônica ou Pagode - qualquer outro tipo de gênero é piada, sujeito a gozação." Ah, de bônus você tbm podia ser taxado de gay, então raciocinem:

"Você ouve pop + seu artista preferido é uma mulher = Adivinhem o resultado"



Mas pense bem, eu estudava em escola pública (sem preconceitos aqui) e falava e lia em inglês, enquanto meus coleguinhas tiravam fotos de biquinho no espelho do banheiro e escreviam "vida loka" nas carteiras e cadeiras com corretivo. Eu era um peixe fora d'água. Na verdade, sempre fui.

anyway...

e tempo passou (again q) e eu conheci Lady GaGa ("ui, ele gosta Lady GaGa rsrsrs" era o comentário geral nos treinos de judô) e fiquei nessa de Katy e GaGa. Fui zoado, excluído socialmente e sl, outras coisas das quais não me lembro, fosse na escola ou no judô (mais forte no judô do que na escola, proporcionando um grande bg e isso dá matéria pra outro post q), tipo, eu encontrava com aqueles meninos machões que gostam de mudar você a força, mas eu resisti pq sou forte qqq
Daí um dia, vendo VH1 Hits, eu vi um clipe todo branco com uma mulher de cabelos vermelhos com um som de batida de tambor e assim eu evolui que nem um pokémon.


Aaamém irmão...


-//-


Fase "Florence + The Machine rules" (2010 - 2011)
Já estava ficando cansado de Katy e GaGa e estava ficando infeliz q e queria ouvir gente nova, gente interessante. Comecei a assistir Glee e inclui eles no meu repeat do WMP. Nesse meio tempo, conheci (assim por dizer Q) a Helô (prestem atenção nela pq ela vai influenciar muito no meu gosto musical e entre outras coisas). Nós possuíamos (e ainda possuímos q) gostos parecidos - livros, séries, filmes, artistas, etc - e começamos a compartilhar nossos gostos. Foi aí que eu me aprofundei no mundo da Florence e de quebra ganhei novas bandas - One Night Only, She & Him, My Chemical Romance e Panic! at the Disco - e deixei de lado, por um tempo, as minhas primeiras influências. E com isso, acho, comecei a mudar de algo "pop" para "indie, rock, etc" e fiquei mais preconceituoso, assim por dizer, com os outros gostos musicais. Wait, segurem as pedras antes de atirá-las. Sim, eu fui realmente aquele tipo de etnocêntrico que usa aquela frase caprichada "Eu vou te julgar pelo seu gosto musical". Não que eu tenha mudado, mas mudei muito. Tipo, apoiar aquela coisa de gosto é gosto e não se discute, no meu caso, seria hipocrisia, mas eu sou bem hipócrita, acredite érriéssi
Mas enfim, só pra resumir: eu mudei meu gosto musical, conheci uma grande influência e aprendi a ser hipócrita.



Fase Atual - "Indieboy, mal gosto ou apenas uma pessoa com mente aberta?"
Finally, nossa última parada nesse resumo doido do kct q = minha fase atual.
Posso dizer que eu me tornei meio indie(?) nessa fase. Mas aí vem a pergunta:

"O que faz de você uma pessoa indie?"


Realmente, eu ainda me pergunto isso. "É por eu ouvir bandas indie? É por que eu uso camisas xadrez? É por que eu gosto de assistir filmes cult? É por que eu uso óculos?" Nem eu sei. Acho que nem quero saber, sabe. Mas acho que, na minha opinião, você usar o "você é aquilo que você ouve" é muito generalizar.
Enfim, também comecei a gostar mais de música brasileira, aquelas antigas que eu ouvia quando criança no carro e não entendia direito a letra e que ouvindo agora, me faz ter boas lembranças(Ana Carolina, Elis Regina, Maria Rita, Jorge Versilo, Marisa Monte). E ok, eu ouvi algumas vezes One Direction e talvez isso possa ser algo bobo, mas sl, eu não tenho nada contra eles e tipo, as músicas são chiclete daquele sabor mais doce possível q mas tipo, isso não significa, talvez, que eu tenha mal gosto ou coisa do tipo. E o mesmo se aplica a Gaby Amarantos, que na minha opinião é uma cantora muito boa, com músicas engraçadas/legais e que merece ter reconhecimento pelo o que faz. Acho que me tornei menos crítico com essa coisa de gosto musical hm

-//-


Agora uma opinião pessoal:

Eu acho também que, os brasileiros que vivem reclamando do país, culturalmente falando, deviam ouvir pelo menos algumas músicas nacionais em vez de ficar só generalizando que o Brasil é composto de Funk CARIOCA, pagode, sertanejo universitário enquanto há muitos artistas de ótima qualidade que vivem ofuscados por esses gêneros musicais tão comentados. É claro que existem aquelas bitches que já nasceram com ódio do próprio país, que na minha opinião, deveriam valorizar o lugar onde vivem.



Lembrem-se: do mesmo jeito que existe Crepúsculo, existe Harry Potter, O Senhor dos Anéis, As Crônicas de Nárnia, Sítio do Picapau Amarelo, etc.


Vou terminar por aqui e.e
então, tá aí q


ps: é claro que não é só isso de história, tipo, eu tentei ao máximo resumir, mas sl, tá fods me expressar aqui q

Apesar que ninguém mesmo vai ler essa joça então...



bjs da Cersei

Kommentare

  • MatheusLopesx

    Na próxima fase você se rende ao funk -q n

    18. Mai. 2012, 3:09
  • ThestralWand

    HAUSHAUSHASUAHSUASHAUSHAUSHAUSHAUSH yeah vou me render até o chão q

    18. Mai. 2012, 3:13
  • LunaLovejoy

    Nesse meio tempo, conheci (assim por dizer Q) a Helô (prestem atenção nela pq ela vai influenciar muito no meu gosto musical e entre outras coisas). Nós possuíamos (e ainda possuímos q) gostos parecidos - livros, séries, filmes, artistas, etc - e começamos a compartilhar nossos gostos. " hehehehehehehehehehehehehe

    18. Mai. 2012, 20:42
  • LunaLovejoy

    Fui e ainda sou uma ótima influência, rs. Sempre me senti como você Felippo, hm

    18. Mai. 2012, 20:44
  • ThestralWand

    Hmmm

    18. Mai. 2012, 20:48
  • LunaLovejoy

    VIDALOK RBD 4EVER S2

    18. Mai. 2012, 20:50
  • LunaLovejoy

    PS: Sua mamãe disse que você adorava a Katy Perry, já te falei isso tantas vezes mas é que... sihdusd

    18. Mai. 2012, 20:55
  • LunaLovejoy

    E não entendi o título, ... .-.

    18. Mai. 2012, 20:57
  • LunaLovejoy

    Vi uma frase esses dias, e fiquei pensando muito sobre ela. Então vamos compartilhar com os coleguinhas: "Não há pessoas mais vazias do que as que vivem cheias de si" - Benjamim Whichcote

    18. Mai. 2012, 21:43
  • ThestralWand

    mas o título era para não fazer nenhum sentido mesmo, tipo, eu não tinha um título legal em mente.

    18. Mai. 2012, 22:11
  • ThestralWand

    Gabriel, pff vai bancar a vingativa? que recalque hein

    18. Mai. 2012, 22:13
  • ThestralWand

    Helô me compreende s2

    18. Mai. 2012, 22:13
  • ThestralWand

    eu não entendi o por quê de que daqui a pouco eu vou começar a ouvir Funk CARIOCA, mas né

    20. Mai. 2012, 16:54
Alle 15 Kommentare anzeigen
Sage etwas. Melde dich bei Last.fm an oder registriere ein neues Benutzerkonto (es kostet nichts).