RSS
  • Eths

    18. Apr. 2012, 13:28

    Quem ainda se surpreende por saber que os Eths estão muito próximos de serem um fenómeno de popularidade em França, provavelmente só ouviu falar da música da banda. É que, descrita, a música do grupo de Marselha parece tudo menos apelativa: uma mistura de nu-metal, death metal, metal alternativo, deathcore e vocalizações femininas. Mais ou menos tudo o que a imprensa enterrou nos últimos anos. No entanto, ouvida, a música dos Eths funciona, muita à base de uma composição e interpretação que empresta um invulgar sentido orgânico às faixas da banda, mas também a uma impressionante abundância de talento que o grupo possui. A vocalista Candice Clot tem um belo tom limpo, mas também grunhe e grita como poucas, interpretando de forma exemplar a face mais visível do “metal moderno” dos Eths, que usa da melhor forma todos os ingredientes do seu estilo para, à vez, nos fazer passar pela frente faixas fortes de metal cheio de groove, com alguma experimentação plena de atmosfera ou rock de vísceras à mostra. Tudo com um bom gosto invulgar, uma coesão exemplar e composição que deixa pouco espaço para lugares-comuns ou partes menos conseguidas. Os Eths são grandes em França, sim senhores, mas com «III» podem conquistar o mundo.EthsIII