• 2011: Top Albums

    31. Dez. 2011, 20:46 von lucasfogaca

    Quem me conhece sabe que eu sou uma das pessoas mais preguiçosas da face da Terra e uma coisa que prejudica minha ~vida musical~ é essa preguiça extrema. Por dezenas de vezes eu baixo um álbum (ou até mesmo uma música) mas depois deixo lá, parado, sem ouvir nem uma vez, por pura preguiça de arrumar as tags ou de escutar mesmo. Mas também é 8 ou 80, se eu pegar pra ouvir, eu desvendo o álbum INTEIRO, baixo todas as bônus possíveis, remixes, as b-sides, unreleaseds, demos, rodo blogs procurando opiniões, leio a Wikipedia do álbum, do artista e dos singles umas 3 vezes cada, vou no site oficial do artista, em fansites, galerias, procuro os photoshoots, vejo as letras de todas as músicas, faço até encartes pra alguns álbuns.. Toda essa jornada é porque eu realmente gosto de entender o conceito do álbum antes de ter uma opinião. E esse processo ser demasiadamente longo é mais um dos motivos pelos quais tem vários álbuns desse ano que eu ouvi uma ou outra música. Prometo que vou tentar colocá-los em dia.
  • Os 20 melhores albuns de 2011 (#20 - #11)

    11. Dez. 2011, 23:37 von zackisac

    Sem dúvidas um ano incrível para a música. Grandes 'comebacks' e grandes lançamentos marcaram esse ano. Pra mim foi um ano muito diferente, eu me abri a outros estilos, como o Indie/Alternativo do Damien Rice e do Beirut; um Alternativo mais puxado ao pop como o da Florence + the Machine e até ao Hip-Hop com o Jay-Z & Kanye West e gostei munto.
    E essa é a lista dos meus queridinhos de 2011, só aqueles que marcaram o meu ano de alguma forma.
    Nessa lista todos os álbuns foram lançados em 2011 exceto o No Boys Allowed lançado em Dez. 2010, mas que só 'hitou' mesmo em 2011

    20. When The Sun Goes Down por Selena Gomez & the Scene ☆☆★★★
    http://userserve-ak.last.fm/serve/300x300/63090889.png

    É um álbum que começa muito bem, uma pena que se perde nas ultimas músicas, ela conseguiu manter o nível do A Year Without Rain o que já me deixou muito feliz. feliz como ela foi nas escolhas dos singles. minhas preferidas foram singles e na ordem em que queria *O* espero que ela ainda lançe We Own the Night (feat. Pixie Lott)
  • Álbuns favoritos de 2011.

    4. Dez. 2011, 19:47 von mrsbubbledreams

    Esse ano foi ótimo pra mim. Me apaixonei pela primeira vez, quase tive uma relação de verdade com alguém pela primeira vez, quase dei pela primeira vez. Enfim, teve várias "primeiras vezes". E conforme a minha vida muda, meu gosto musical também muda né, apesar de ser super instavél. Esse ano eu finalmente me assumi como little monstrenga, e não fui desprezado como pensei que seria (já que 50% dos meus amigos são britfãs). Acho que muita gente já esperava isso, tanto que eu viciei muito no The Fame Monster no ano passado e paguei muito pau pra Telephone, mas enfim... Eu gostei de vários álbuns 'pop' que foram lançados esse ano, mas não o suficiente pra entrarem no meu top10. Como o Love?, o Sticks+Stones e etc. E quando eu digo "meus álbuns FAVORITOS de 2011" significa que é a lista dos 10 álbuns que eu mais gostei desse ano, e não dos que eu avaliei e que são os melhores do ano ok? Mas mesmo assim eu organizei eles, botei estrelinhas e um textinho falando sobre minhas favoritas e o que achei do álbum em geral. …
  • Rihanna - Talk That Talk (album review)

    19. Nov. 2011, 21:44 von onyxparadise

    http://mariahcareycollection.com/blog/R/Rihanna/Rihanna-TalkThatTalk/rihanna-talkthattalk2.png

    Rihanna’s new album Talk That Talk sits somewhere between Rated R - her creative and musical zenith, and Loud – her hit-laden album that couldn’t stop releasing catchy, radio-friendly #1 singles. This is very much a good thing – although the album is not quite as emotionally deep or jagged as Rated R, it has more edge to it than Loud did – think of it as Loud² with the lights turned down.

    Lead singles “We Found Love” and “You Da One” are excellent examples of this. The former is a hands-up-in-the-air bittersweet love anthem that incorporates basic 4-to-the-floor dance just as previous lead single “Only Girl (In the World)” did. However, “We Found Love” is lyrically much more sparse and perhaps more potent as a result – the simple refrain of “We found love in a hopeless place” carries more weight. The excellent, vibrant and startling video further brought this song to life…